Voltamos com uma ficha que seguramente lhe vai agradar, sobretudo se gosta de árvores e tudo o relacionado com elas. Hoje, o nosso protagonista é o pinheiro-manso.

Conífera da costa mediterrânica, destaca-se pela sua produção de pinhas e pinhões e pela sua variedade de aplicações, desde a comercialização dos seus frutos até à utilização da madeira.

Neste artigo vamos mostrar-lhe o que é o pinheiro-manso, quais são as suas características mais importantes, para que se usa e os cuidados de que necessita para crescer adequadamente.

Vamos lá então!

agulhas do pinheiro-manso
agulhas do pinheiro-manso

O que é o pinheiro-manso?

Nome científico Pinus pineo
Nome comum Pinheiro-manso, Pinheiro-manso
Classe Pinopsida
Familia Pinaceae
Género Pinus
Espécie Pinus pinea L.
Origem Zonas mediterrânicas
Distribuição Europa do Sul e Ásia Ocidental (costa mediterrânica)

O Pinus pineo, conhecido também como pinheiro-manso, é uma espécie de porte arbóreo que se destaca pela sua produção de pinhas. Esta árvore, originária da região mediterrânica, pertence à família Pinaceae e ao género Pinus.

O pinheiro-manso é uma espécie heliófila, muito resistente, capaz de se adaptar a solos pobres e temperaturas elevadas. Na atualidade, distribui-se pela costa mediterrânica, desde o Sul da Europa até à Ásia Ocidental, sendo nesta última pouco abundante.

Ainda que seja de crescimento lento, tem uma vida muito longa.

Esta árvore cresce em bosques de azinheiras, sobreiros e pinheiros resinosos. Além disso, também pode chegar a formar espaços “puros”, ou seja, áreas em que só habitam pinheiros-mansos.

Desenvolve-se tanto em zonas ao nível do mar como em altitudes de mil metros.

troncos de pinheiro-manso
troncos de pinheiro-manso

Características mais importantes do pinheiro-manso

O pinheiro-manso é uma espécie de porte arbóreo capaz de crescer até aos 50 metros de altura de forma excecional, sendo o habitual chegar até aos 20 metros. Pertence ao grupo das coníferas e a sua copa e tronco vão mudando à medida que cresce.

Quando é uma árvore jovem tem formas arredondadas, no entanto, à medida que os anos passam, transforma-se e aparece um tronco grosso e uma copa redonda. Finalmente, na etapa mais adulta, desenvolve uma copa tão larga que parece um guarda-sol.

A sua casca é grossa, avermelhada e tem fissuras.

O pinheiro-manso possui uma folhagem perenifólia formada por folhas aciculares, em grupos de duas, de cor verde brilhante e muito rígidas. As flores, masculinas e femininas, crescem na mesma árvore (trata-se de uma espécie monoica).

Quanto aos frutos…

Como referimos anteriormente, o pinheiro-manso destaca-se pela sua produção de frutos. São conhecidos como pinhas. Com forma ovalada, de até 15 cm de comprimento, escamas achatadas e com duas sementes no interior.

Estas sementes carnosas e muito saborosas são denominadas pinhões.

pinhões
pinhões

Usos principais do pinheiro-manso

Como poderá supor, esta espécie é usada na produção de pinhões. Atualmente, Espanha é o primeiro produtor a nível mundial destas sementes.

Outra das suas aplicações mais comuns está relacionada com a sua madeira. É muito leve e flexível pelo que é muito usada em carpintaria e na construção marítima. Além disso, também se utiliza para elaborar carvão vegetal e para a obtenção de resina.

Mas não nos esqueçamos da ornamentação!

Uma das características mais importantes do pinheiro-manso é a sua aparência. A sua copa com forma de guarda-sol oferece muita sombra, o que o levou a formar parte dos jardins da costa mediterrânica.

Um uso mais residual radica nos exemplares mais pequenos, árvores que se usam como bonsais.

agulhas do pinheiro-manso
as agulhas do pinheiro-manso

Quais são os cuidados de que necessita?

Chegamos à parte do artigo que mais preocupa qualquer pessoa: a manutenção. Se se enquadra dentro deste grupo, não se preocupe, o pinheiro-manso é resistente e tem uma manutenção básica.

Tudo o que deve saber quanto aos seus cuidados e plantação (caso tenha decido cultivar esta espécie no jardim) é o que lhe vamos explicar de seguida.

Dito isto, tenha em conta:

  • Localização: a grande esquecida, um dos fatores mais importantes e que, sem dúvida, marcará o correto desenvolvimento da árvore. O pinheiro-manso necessita de lugares exteriores e muita luz solar.
  • Substrato: não é exigente quanto ao tipo de substrato em que se plante. É capaz de crescer em terrenos pobres, no entanto, prefere os solos graníticos ou siliciosos. O que a terra onde o plantar tem mesmo que fazer é drenar bem a água da chuva e da rega.
  • Regas: O pinheiro-manso é capaz de suportar temperaturas elevadas e alguns períodos de seca. apesar disso, recomendamos-lhe regar umas duas ou três vezes por semana durante o verão e diminuir essa frequência no inverno. Assegure-se de não o encharcar, pois não tolera os excessos de água.
  • Multiplicação: reproduz-se através de sementes na (primavera) ou alporquias no (outono ou primavera), sendo esta última uma forma muito mais complexa.

Como pode constatar, o pinheiro-manso não é uma espécie complexa no que se refere a cuidados e manutenção. Basta que cumpra o elencado nesta secção e “quase” sem nenhuma dúvida, obterá uma grande árvore.

E dizemos “quase” pelo que lhe vamos explicar de seguida.

pinhas
pinhas

Doenças e pragas

Ocorre muitas vezes que, apesar de satisfazer todas as suas necessidades e exigências, o pinheiro-manso tenha algum problema, ou seja, o aparecimento de alguma doença ou o ataque de alguma praga.

Por isso, preste especial atenção a:

  • Fungos: pode sofrer o efeito de fungos, como por exemplo, a Armillaria mellea (causa o apodrecimento das raízes) ou a Diplodia (provoca cancros nos ramos, perda de valor da madeira e danos nas sementes).
  • Pragas: a praga mais comum é a denominada processionária, uma lagarta que causa a perda de agulhas e nos humanos provoca urticária, irritações e alergias.

Assim termina o nosso artigo de hoje. Esperamos que lhe sirva de inspiração e de ajuda quando pretender plantar o pinheiro-manso.

Sumário
Pinheiro-manso, a árvore mediterrânica por excelência
Nome do Artigo
Pinheiro-manso, a árvore mediterrânica por excelência
Descrição
O pinheiro-manso é uma espécie arbórea que se destaca pela sua aparência e pela produção de pinhas. Descrevemos as suas características, usos e como o cuidar.
Autor
Nome do Editor
TudoHusqvarna
Logo do Editor