As protagonistas deste artigo não deixam indiferente ninguém, sobretudo na primavera. É uma das famílias com maior riqueza de espécies, umas 12 mil, pelo que não é de estranhar que se considerem tão importantes a nível mundial.

Desde a cana-de-açúcar, o trigo ou o arroz, até à cevada ou o bambu, todas elas gramíneas.

No artigo de hoje, vamos mostrar as características gerais das gramíneas, as espécies mais comuns e explicaremos porque são tão importantes.

Capim do Texas

Capim do Texas

Gramíneas: o que são e que características têm

Nome científico Poaceae
Nome comum gramíneas
Classe Liliopsida
Família Poaceae
Festuca azul

Festuca azul

As gramíneas, como mencionado anteriormente, é uma grande família que abarca um enorme número de espécies. No geral, são plantas herbáceas (raramente são lenhosas ou rizomatosas) e têm diferentes ciclos de vida.

Como deve compreender, tratando-se de uma grande família (12 mil espécies aproximadamente) o ciclo de vida e, portanto, algumas características são diversas. Dito isto, as gramíneas podem ser anuais (como por exemplo o trigo) ou perenes (como a festuca-alta).

Os seus caules denominam-se canas.

De acordo com a espécie de gramínea, os caules podem ser aéreos (ascendentes, rasteiros ou flutuantes) ou subterrâneos (rizomas ou pseudo bolbos).

Quanto às folhas…

No geral, as folhas desenvolvem-se em disposição alternada e costumam ser compostas de revestimento, lígulas e limbos.

Mas, se há algo importante nas gramíneas são as suas inflorescências, também denominadas espiguetas. Estas pequenas espigas são formadas por uma ou mais flores e é o seu pólen que causa as alergias mais comuns na primavera – mas também noutras épocas do ano.

Ao contrário do que possamos pensar, dado que a primavera é o pico da incidência de alergias, há espécies perenes que podem provocar problemas respiratórios durante todo o ano.

Se pretende cultivar gramíneas, deve ter em conta o seu ciclo de vida e reprodução, sobretudo se faz parte do grupo de pessoas que têm alergia a às plantas e ao pólen.

Apesar de poderem ser perigosas para algumas pessoas, têm algo positivo. algumas espécies são ornamentais e plantam-se pela cor ou a forma das inflorescências, da folhagem ou as cabeças das suas sementes.

Festuca Glauca

Festuca Glauca

Espécies mais comuns

Esta grande família, como mencionado anteriormente, abarca um amplo número de espécies. Algumas são tão importantes que se consideram uma das principais fontes de rendimento de muitas famílias e comunidades.

Campo de cevada

Campo de cevada

Vejamos então quais são as espécies mais comuns:

  1. Trigo: conhecido cientificamente como Triticum aestivum, é a gramínea mais cultivada em todo o mundo. De facto, esta planta tem sido semeada desde há milhares de anos para obter cereal. Um dos usos mais comuns do trigo é a obtenção de farinha para elaborar o pão.
  2. Cevada: outra das gramíneas alimentícias por excelência. O seu nome científico é Hordeum vulgare e é uma planta anual. Cultiva-se para obter o cereal que alimenta tanto animais como humanos. É colhida no verão mas é conhecida como um cereal de inverno.
  3. Cymbopogon citratus: por este nome quase de certeza que não lhe diz nada, mas se lhe dissermos que desta gramínea se extrai a cidreira, a coisa já muda. É uma planta herbácea e perene com flores que formam rácimos (ou cachos, como preferir) e folhas muito aromáticas.
  4. Festuca azul: uma velha conhecida do nosso blogue. É uma gramínea ornamental que alcança uma altura de 30 centímetros. As suas folhas variam de cor: do branco prateado ao cinza azulado. Cresce formando matas densas.
  5. Caniço-banco ou Imperato: conhecida cientificamente como Imperata cylindrica, é outra das gramíneas mais usadas para decorar jardins. É perene, e o seu caule pode alcançar uma altura de quase 2 metros. As inflorescências são espigas densas de até 20 centímetros de comprimento e de cor branca.
  6. Pennisetum setaceum gramínea ornamental que tolera a seca. Desenvolve-se muito rapidamente e é capaz de alcançar 70 centímetros de altura. Popularmente designado por capim do Texas. Destaca-se pelas suas inflorescências em forma de cacho com aspeto de pluma de cor violeta ou branco.
Erva-principe

Erva-principe

Esperamos que este artigo lhe seja útil e lhe tenha resolvido algumas dúvidas acerca das gramíneas e a identificar os tipos mais comuns e cultivados.

Sumário
Saiba o que são as gramíneas e quais são as mais comuns
Nome do Artigo
Saiba o que são as gramíneas e quais são as mais comuns
Descrição
Nova ficha de plantas em que se referem as características e as variedades das gramíneas.
Autor
Nome do Editor
TudoHusqvarna
Logo do Editor