Se há algo que pode estragar por completo uma colheita ou um jardim, são as pragas.

Se nos tem estado a seguir ao longo de todo este tempo, já conhece alguma das pestes e doenças mais comuns em qualquer plantação. Hoje, vamos falar de uma das mais habituais (talvez a mais habitual): o pulgão.

Este pequeno inseto pode ser o causador de importantes perdas económicas e, sobretudo, da destruição total da vegetação.

Por isso, neste novo artigo do blogue vamos explicar o que é um pulgão e como ataca as plantas. Além disso, vamos mostrar alguns remédios e métodos para o erradicar por completo. Quando terminar a leitura já poderá pôr mãos à obra.

Que é um pulgão?

O pulgão é um inseto hemíptero ou Rhynchota da família Aphididae de pequeno tamanho, cores variadas (verde e negros principalmente) e com corpo de forma ovoidal. Normalmente nunca atacam sós, ou seja, fazem-no em grandes massas, daí que sejam considerados uma praga.

O pulgão crescerá e reproduz-se de duas formas diferentes, tudo dependerá do tipo que seja como praga ou do tipo de planta em que se coloca. Dito isto, existem duas classes de pulgões:

  1. Espécie monoecia: caracteriza-se por habitar numa única planta. Vivem, crescem e reproduzem-se numa única espécie vegetal, dando lugar a diferentes gerações do pulgão.
  2. Espécie heteroécia: o caso contrário ao anterior: os pulgões vivem em várias plantas durante as diferentes estações do ano.

Mas o que nos deve preocupar são os pulgões de inverno. Estes insetos só se reproduzem quando chega o inverno. Nessa época põe os ovos e estes hibernam até à próxima primavera. Dos ovos nascem as fêmeas que têm a capacidade de parir clones dos insetos adultos, sem necessidade de acasalar.
Exato, clones.
Agora pode deduzir porque é que esta praga é uma das mais habituais. Propagam-se com tanta facilidade graças a essa capacidade das fêmeas, por isso, uma vez que se observa que a planta está infetada, deve-se atalhar o problema rapidamente.

Pulgões

Pulgões

Como ataca o pulgão as plantações?

Tal como referido, o pulgão pode viver numa planta ou em várias, no entanto, os danos são os mesmos.

Saberá que o seu cultivo está infetado quando observar que a parte traseira das folhas, sobretudo quando se tratam de plantas jovens, há uns pequenos insetos com a aparência descrita na secção anterior.

São as suas zonas favoritas.

Caso não tenha encontrado existência física desta praga, verifique se as folhas estão pegajosas ou se têm uma espécie de muco negro, manchas amarelas ou verdes. Caso veja estes sinais, asseguramos uma coisa, o pulgão não anda longe.
Como ataca? Este pequeno inseto pode atacar de várias formas, entre elas:

  • Chupando a seiva das plantas.
  • Produzindo um fungo denominado ferrujão nas folhas. Como referido, estas partes da vegetação são as suas favoritas, pelo que se alimentarão delas. O fungo impede que a espécie vegetal possa fazer a fotossíntese.
Pulgões

Pulgões

Como erradicar os pulgões: Remédios

Se observar que a sua plantação está infetada por pulgões não se preocupe. Existem numerosos remédios e truques para erradicar esta praga por completo.

De seguida, poderá encontrar alguns dos mais populares. E como aconselhamos sempre: ante qualquer dúvida, fale com um profissional para que o guie e lhe diga qual é o produto mais recomendado para o seu jardim.

O alho

O alho é um dos ingredientes mais usados para eliminar a praga do pulgão. Pode perguntar: como é que algo tão básico pode acabar com uma peste por completo? Mas acaba.

Trata-se de um dos remédios ecológicos e caseiros mais populares.
Tudo o que tem que fazer é ferver um pote com água com vários dentes de alho esmagados. Passados uns minutos retire a panela e deixe arrefecer a água. Coe o líquido e o resultado pulverize-o pela planta.

Alho

Alho

O absinto

O absinto é uma planta que tem efeito inseticida e repelente. E se, além disso, a ferver como no caso do alho, os resultados são muito melhores.
No entanto, ao contrário do anterior, deve deixá-lo repousar pelo menos 24 horas. Assim já estará pronta para ser pulverizada.

A camomila

A camomila, ao contrário das plantas anteriores, é uma das plantas que se usa para ativar a capacidade de defesa da espécie contaminada. Dito de outro modo, ativa a população microbiana na terra ou no composto e, por conseguinte, a planta fortalece-se.

Camomila

Camomila

A cebola

Esta velha conhecida do blogue é outro dos alimentos que se podem empregar como remédio contra o pulgão.

O processo para transformar uma cebola numa infusão é o mesmo que o do alho ou do absinto.

Cebolas

Cebolas

As plantas repelentes

E se, em vez do exposto anteriormente, quiser optar por algo totalmente ecológico, use plantas repelentes. O pulgão, como outros insetos, são repelidos pelo cheiro que desprendem algumas espécies vegetais e pela sua composição química.
Se quiser afugentar os pulgões, deve plantar manjericão, sálvia, coentros, alho ou por exemplo lavanda.

O sabão de potássio

É um dos tratamentos mais empregues quando tudo o anterior falha. Trata-se de um inseticida ecológico, completamente inócuo para as pessoas e para os animais.

Além de erradicar o pulgão, ajuda a limpar os resíduos de melaço e a combater o fungo do ferrujão.
Trata-se de um inseticida de contacto, ou seja, só mata os insetos alcançados. Por isso, é aconselhável realizar várias aplicações por toda a superfície da planta.

Sumário
Veja-se livre do pulgão com a ajuda da Husqvarna
Nome do Artigo
Veja-se livre do pulgão com a ajuda da Husqvarna
Descrição
Neste novo artigo de jardinagem mostramos como erradicar uma das pragas mais habituais de qualquer jardim ou plantação, a do pulgão.
Autor
Nome do Editor
Tudohusqvarna
Logo do Editor