Se está a pensar em plantar relvado, mas não sabe muito bem como realizar todo o processo, este artigo deve ser do seu interesse. Vamos abordar a melhor época para a plantação, em concreto, vamos detalhar quando é o melhor momento segundo o clima em que o seu jardim se encontre. Além disso, abordamos temas como por exemplo, a preparação prévia do terreno em que se plantará o relvado e os requisitos posteriores à sementeira.

Talvez não saiba que a sementeira pode ser feita espalhando sementes ou a colocação de tapetes de relva, portanto, também vamos descrever este processo segundo o tipo de produto usado.

Qual é o melhor momento para plantar relva no jardim?

Se está a pensar em pôr bonita aquela zona do jardim murcha e feia, e para a decorar decidiu plantar relvado, deve analisar qual é o melhor momento para o semear. A época em que o faça vai determinar significativamente o seu desenvolvimento, já que nem todos os períodos são bons para o crescimento desta vegetação. Como se passa com as flores, as árvores ou as plantas, o relvado também requer condições específicas de sementeira. Estas ocorrem em certos momentos do ano e é imprescindível conhece-las para que o seu jardim esteja bonito e saudável.

As melhores épocas para plantar relvado (no bloco seguinte vamos retomar o tema dos tipos de relvado e sementeira) são a primavera e o princípio do outono. Ambos os períodos são considerados de “crescimento” pois é nestas épocas em que toda, ou quase toda a vegetação se desenvolve. Quando semeia o relvado no início do outono, o crescimento será mais rápido, dado que a terra ainda está quente. No entanto, se o faz na primavera, o período de crescimento é um pouco mais longo – demora aproximadamente três ou quatro semanas.

relva

Relva

Devemos notar que a temporada mais propícia para o desenvolvimento das sementes, obviamente, depende das condições climáticas da zona em que estiver localizado o jardim. Por exemplo, nos climas quentes a sementeira primaveril pode ser antecipada para o início de março e a outonal em setembro. Mas se o clima é oceânico, os períodos de plantação são mais compridos.

Clima e relvados

CLIMACONDIÇÕESPRIMAVERAOUTONO
ContinentalVerões quentes e invernos muito frios.Meados de março ao final de maioPrincípio de setembro a finais de outubro
MediterrânicoVerões secos e quentes, invernos temperados e chuvosos.Finais de fevereiro a meados de maioInício de setembro a meados de novembro
MarítimoTemperaturas moderadas e chuvas abundantesInício de março a meados de junhoFinal de agosto ao início de novembro

Plantar relvado: Vantagens e desvantagens das sementes e das relvas

Plantar relva no jardim pode ser feito através da utilização de sementes ou da utilização de tapetes de relva. Talvez não conheça a segunda opção, mas é uma forma muito habitual de plantação, devido principalmente à sua colocação rápida.

O tapete de relva é um pedaço formado por relvado e solo que se mantém unido pelas raízes. É o tipo de vegetação que se usa para renovar ou cobrir estádios, prados e campos de golfe, sendo também habitual vê-la em jardins particulares que requerem uma reparação rápida.

A sementeira também se pode levar a cabo através de sementes. O relvado não é mais do que um conjunto de sementes que, dependendo do tipo que sejam e da sua percentagem, crescerá um tipo de erva ou outro.

Tapete de relva: Vantagens e desvantagens

Rolos de relva

Rolos de relva

Este rolo de relvado natural apresenta uma série de vantagens em comparação com as sementes. Destacam-se por exemplo: a rapidez de colocação, o efeito visual imediato, a manutenção quase nula, já que será tratado pelas empresas fornecedoras (a manutenção a que nos referimos são os fertilizantes, adubos, etc.) e tem menos risco de sofrer doenças, fungos ou ervas daninhas. Entre as desvantagens está a dificuldade de transporte e o facto de ser um produto perecível, pelo que temos que o instalar imediatamente.

Sementeira com sementes: Vantagens e desvantagens

Vejamos agora as vantagens e desvantagens da sementeira com sementes. Os aspetos favoráveis desta forma de plantação são as seguintes:

— Pode-se elaborar a mistura de sementes ao gosto do consumidor para a adaptar às suas necessidades e a zona climática em que vive.

— Planificar o trabalho ao gosto da pessoa, ou seja, pode decidir quando plantar o relvado.

— Se existe algum problema com a plantação pode-se ressemear sem grandes dificuldades.

Entre as desvantagens destacam-se: o relvado pode não germinar se as sementes escolhidas não são adequadas ou se o solo estiver demasiado compacto, o excesso de rega pode provocar a sua morte, e existe o risco de que os pássaros as levem.

Em resumo, a sementeira por sementes requer mais cuidados e medições minuciosas da quantidade de produto. Além disso, o crescimento é mais lento do que o relvado em tapete.

Preparação prévia do terreno: Requisitos indispensáveis para uma boa sementeira

Como toda a vegetação, quer sejam plantas, árvores ou flores, o relvado também necessita de uma preparação prévia do terreno. Para que o seu desenvolvimento seja ótimo devem ser levadas a cabo uma série de atividades relacionadas com o solo, as ervas daninhas, a rega ou o substrato. Se todas estas operações anteriores à plantação do relvado forem efetuadas, estará muito mais perto de conseguir o jardim perfeito.

Conheça o solo

O primeiro que deve analisar é o solo onde quer plantar o relvado. É o primeiro passo para obter o jardim idealizado. O que deve conhecer é a drenagem do terreno para se assegurar de que a terra não vai ficar demasiado encharcada, o seu pH ( o nível de pH determina o tipo de relvado), e se requer ou não terra vegetal, dado que muitas vezes temos que preencher com terra para conseguir os centímetros necessários para que a plantação viva.

Elimine as ervas daninhas

Outro aspeto chave para o correto desenvolvimento do relvado são as ervas daninhas. Ainda que estas possam dar problemas no futuro, é necessário eliminá-las antes de realizar a plantação. Recomendamos regar o terreno muito regularmente para que germinem. Assim que estiverem desenvolvidas, use um herbicida total para se assegurar de que morrem todas.

Lavre o terreno

Motoenxada em ação

Motoenxada em ação

A lavragem do terreno consiste em remover a terra com o objetivo de a descompactar. Quando efetuar esta operação, rompe a superfície do solo, possibilitando assim o movimento do ar e da humidade.

Como se realiza uma boa lavra da terra? Para que tenha sucesso, deve ser realizada a uns 20 a 30 centímetros de profundidade, como mínimo. Passe as vezes que forem necessárias para conseguir uma terra solta e sem nenhum detrito. Recomenda-se lavrar com a terra seca.

A aragem da terra pode ser levar a cabo de forma manual quando o terreno é pequeno, ou usando motoenxadas ou motocultores se o jardim abarca uma superfície considerável.

Drenagem

Trata-se de um requisito indispensável para o correto desenvolvimento do relvado. O terreno deve ter uma boa drenagem, ou seja, deve absorver bem a água, evitando assim possíveis encharcamentos. Se o solo acumula muita água, o relvado natural pode apodrecer e ficar doente. No entanto, quando a drenagem é boa, o jardim será mais saudável e a erva aproveitará melhor os nutrientes do terreno.

Existem vários métodos para conseguir um solo que não se encharque, sendo os mais habituais:

  • Eliminação de vários centímetros de terra e a substituição da mesma por areia.
  • Instalação de uma rede de drenagem, ou seja, pequenos canais ou tubos.
  • Nivelação do terreno com o objetivo de suprimir depressões que acumulem água.
  • Criação de encostas suaves para que a água escorra para a zona escolhida.

Instale o sistema de rega

Recomendamos a instalação de rega automática, evitando assim o esforço adicional de usar mangueiras. Pode parecer mais caro que os sistemas manuais, mas a longo prazo verá que merece a pena.

Com rega automática escusa de perder o seu precioso tempo a deitar água no jardim. Este sistema programa-se de acordo com as necessidades do relvado ou simplesmente quando o decidir. A aspersão decorrerá nos dias e nas horas planificadas de antemão.

Adicione substrato quando necessário e forneça fertilizantes

Quando os solos são muito arenosos e pobres em nutrientes, deve-se adicionarsubstrato orgânico para assim melhorar a qualidade do terreno, e conseguir uma maior retenção de água e fornecer uma maior quantidade de nutrientes ao relvado. No entanto, quando é muito argiloso, recomenda-se usar areia em vez de materiais orgânicos.

Quanto à adição de fertilizantes, devemos assinalar que as doses podem variar em função do tipo de solo ou a variedade de relvado que se plantou. Informe-se bem sobre este tema no estabelecimento onde compra o fertilizante.

Plantar relvado: Duas formas de o fazer

Vejamos agora como se deve plantar a relva. Es importante citar que el método de sementeira varia em função do que se planta, nomeadamente, se são sementes ou torrões de relva.

— Sementes: Quando se semeiam é importante ter em conta a quantidade que se deve deitar por metro quadrado. Normalmente isto é-lhe indicado pelo fornecedor. Se se cumpriu e levou a cabo tudo o mencionado anteriormente, é a altura de espalhar as sementes pelo terreno lavrado. O cultivo realiza-se espalhando punhados de sementes de maneira uniforme, fazendo-o em duas passagens, uma em comprimento e outra em largura. Após serem espalhadas, temos que enterrar-las, só assim se consegue uma boa germinação. Passa-se o ancinho de forma suave e superficial para garantir que não voam com o vento.

— Relva: Neste caso, é recomendado que a instalação do rolo de relvado seja feita por profissionais. Se pretende instalar por si, deve ter em conta as suas características. São pesados e não se podem ter armazenados durante muito tempo, dado que são perecíveis. Tal como a sementeira com sementes, devem-se seguir os passos prévios e quando o terreno estiver pronto será o momento perfeito para levar a cabo a plantação. Neste caso, a terra deve estar ligeiramente húmida. Os tapetes de relva colocam-se em paralelo e colados uns aos outros. Uma vez instalados, passe um ancinho para os nivelar e assentar.

Requisitos posteriores à plantação da sementeira

Depois de semeado o nosso relvado, o trabalho ainda não está terminado. Deve-se regar várias vezes ao dia para que a superfície se encrontre húmida. Faça-o como se fora uma chuva miudinha, tipo morrinha, assim evitará que o terreno se comprima. Quando vir que as plantas començam a sair, diminua gradualmente a frequência da rega. A rega dependerá não só do clima e das temperaturas, também estará condicionada pela variedade de relva usada.

O primeiro corte é geralmente feito quando a relva atinge vários centímetros (dependendo da espécie, deverá rondar os 5 a 10 centímetros). Para levar a cabo esta operação passa-se o ancinho vários dias antes. Depois procede-se ao corte da superfície, ou seja, um terço da altura total da relva, para assim estimular o crescimento de novos rebentos.

Para conseguir um relvado são, verde e lustroso, aconselhamos a usar um fertilizante. Este substitui os nutrientes que se perdem no seu crescimento. Também pode usar antipragas preventivos quando observar a existência de formigueiros ou fungos (estas substâncias convem serem aplicadas quando o relvado já tem várias folhas).

Sumário
Como plantar relva: Como fazer a sementeira e respetivos requisitos
Nome do Artigo
Como plantar relva: Como fazer a sementeira e respetivos requisitos
Descrição
Neste artigo analisam-se os aspetos e passos chave para realizar a plantação de relva. A sementeira pode ser feita com sementes ou com relva.
Autor
Nome do Editor
TudoHusqvarna
Logo do Editor